---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Saúde
Morte por febre amarela em Joinville reforça importância da vacinação

Publicado em 28/03/2019 às 14:04 - Atualizado em 28/03/2019 às 14:04

São João Batista segue com horários estendidos para imunizar população contra a doença

 

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (DIVE/SC) confirmou na manhã desta quinta (28) o primeiro caso autóctone de morte por febre amarela no estado. A vítima foi um homem de 36 anos, residente em Joinville, que não tinha registro de vacina no Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI). A causa do óbito, ocorrido no último 12, foi confirmada por investigação epidemiológica e diagnóstico laboratorial.

“O caso reforça o alerta para a população se vacinar o quanto antes contra a doença. Uma única dose é suficiente para proteger pela vida toda. Estamos com horários estendidos, desde fevereiro, justamente para possibilitar que todos tenham acesso à vacinação”, destaca a secretária municipal de Saúde, Karin Leopoldo.

Em São João Batista, além dos horários normais, as doses estão disponibilizadas durante o intervalo do almoço na Unidade Básica de Saúde (UBS) do Centro e das 17h às 19h nas unidades do Centro (segundas e quartas), do Jardim São Paulo (terças e quintas) e da Ribanceira do Sul (segundas). E, ainda, nas unidades de Tigipió (nas quintas, das 14h às 16h), do Fernandes (nas terças, das 14h às 15h) e da Colônia Nova Itália (nas terças, das 15h às 16h).

É necessário apresentar Cartão do SUS e a Carteirinha de Vacina (se tiver). Todos os moradores com idade entre nove meses e 59 anos devem tomar a vacina. Pessoas com mais de 60 anos devem apresentar prescrição médica.