Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Desenvolvimento
SJB lidera geração de empregos

Publicado em 06/07/2017 às 18:06 - Atualizado em 06/07/2017 às 18:06

Apesar de São João Batista também sofrer os efeitos da crise econômica que atinge todo o país, o Município ainda assim lidera a geração de empregos na região com saldo positivo.

Enquanto o desemprego em nível nacional chegou ao patamar de 14%, no Estado 6% , em São João Batista, mesmo com as dificuldades figura abaixo deste percentual.

O setor calçadista segue mostrando força e não é a primeira vez que lidera índices oficiais.

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), vinculado ao Ministério do Trabalho,  colocaram São João Batista em 2015 como a cidade que mais gerou empregos no estado e em 2016,entre as mais geraram novas vagas. A notícia foi amplamente divulgada pelos veículos de comunicação estaduais. O prefeito Daniel Netto Cândido frisa que não podem fechar os olhos para crise, mas  também não podem deixar de comemorar esses números. “Esses resultados refletem o empenho de cada trabalhador e a criatividade dos empresários em meio as dificuldades”, analisa o prefeito Daniel Netto Cândido.

O prefeito informa que os números devem melhorar ainda mais com o projeto Cidade Empreendedora, do Sebrae Nacional sendo executado na cidade. Serão dois anos de ações que beneficiarão toda população.

O secretário de Desenvolvimento, Plácido Vargas, coordena o projeto. Vargas  destaca que com mais de 40 anos de atuação, uma média de 150 indústrias de calçados e uma produção média mensal de 1,2 milhão de pares de sapatos, o polo de calçados femininos responde por 80% da economia do município.

 

Período Janeiro a Maio

Admissão

Demissão

Saldo

São João Batista

2.563

1.787

+776

Canelinha

465

371

+94

Nova Trento

1380

1.067

+313

Tijucas

2068

1.969

+99

Major Gercino

64

89

-25

Florianópolis

33.797

37.724

-3.927

Obs. Na Indústria foram 2.106 admissões e 1359 desligamentos, com saldo positivo de 747 vagas.

 

Dados disponíveis

No site do Ministério de Trabalho, neste link, bi.mte.gov.br/bgcaged/caged_perfil_municipio/index.php é possível acompanhar o desempenho de forma separada. No caso do comércio, o saldo de vagas ficou negativo.